Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página Inicial > Notícias > Aposentados recebem homenagem no Dia do Químico
Início do conteúdo da página Notícias

Aposentados recebem homenagem no Dia do Químico

Marcada pela emoção, iniciativa do Departamento Acadêmico incluiu descerramento de placa e reuniu antigos servidores com os colegas em atividade
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 27/06/2018 12h25
  • última modificação 27/06/2018 13h14

 

Em atividade docente, Regina Muniz (microfone) foi uma das homenageadas pelo DAQ

A memória institucional motivou o Departamento Acadêmico de Química (DAQ) do Campus Monte Castelo a prestar homenagem a aposentados ligados ao setor e servidores que já tivessem atingido o tempo para a aposentadoria, mas que ainda permanecem em atividade. A entrega de certificados de honra ao mérito a professores e pedagogas ocorreu no Auditório Florise Pérola em 18 de junho (segunda-feira), Dia do Químico, seguindo-se descerramento de placa comemorativa.

Para o professor Emílio Azevedo, chefe do DAQ, a intenção da homenagem foi “reconhecer o trabalho de toda uma vida”, já que os agraciados dedicaram a maior parte de suas atividades profissionais à educação oferecida pelo Instituto, tendo lançado sementes que deixaram marcas permanentes nas vidas de gerações de alunos. Ele destacou ainda que os homenageados, alguns já na formação estudantil, passaram por diferentes períodos da instituição, que antes de ser criada como Instituto Federal do Maranhão, em 2008, teve outras denominações, como Escola de Aprendizes Artífices, Escola Técnica Federal e Centro Federal de Educação Tecnológica (Cefet).

Momento marcou reencontro de servidores aposentados e familiares com os colegas do curso de Química

Dentre os aposentados pelo DAQ, receberam a honraria os professores Emília Maria Veloso Coaracy, Domerval Moreno Filho, José das Graças Barbosa dos Santos, Antônio Benedito da Silva e Levy Geralte da Silva (os três últimos ausentes), além das pedagogas Deborah Macedo Santos Moraes e Raimunda Dias Vieira. Dos que ainda se encontram em atividade, o Departamento prestou honras aos docentes João Otamar Almeida de Jesus, Regina Lucia Muniz Ribeiro, Valéria Maria Carvalho Martins e José Graciano Lima Alvite (ausente). Homenagens póstumas foram dedicadas a Jerônimo Felinto e Gilda Maira de Carvalho Barreto Magalhães Gomes, ambos professores e representados no encontro por familiares.

– Galeria de Homenageados –

Resgatando os tempos vividos ao lado dos demais servidores e alunos do IFMA, os depoimentos dos homenageados tiveram como marcas tanto a comoção pela saudade ou perda de pessoas queridas quanto pela alegria de reencontrar amigos. Embora cada um tivesse ressaltado peculiaridades de suas próprias memórias e histórias de vida desde o ingresso no Instituto (bem como dos familiares, no caso das homenagens in memoriam), contaram também referências em comum: as mudanças ocorridas no curso de Química e as gerações de turmas que se sucederam, o companheirismo com os colegas do DAQ, a contribuição recebida da instituição para que aprimorassem suas atividades funcionais na área da educação, enquanto docentes e pedagogas. Após o tributo, os participantes do encontro descerraram placa comemorativa no pátio do Campus Monte Castelo.

Placa comemorativa foi descerrada para destacar a contribuição dos profissionais ao Campus Monte Castelo

O reitor Roberto Brandão ressaltou que homenagens como a proposta pelo DAQ ganham mais importância ao serem feitas quando os agraciados ainda estão no gozo da vida, em razão de poderem usufruir pessoalmente da admiração e reconhecimento que lhes forem conferidos. Para o gestor, o trabalho de décadas dos professores e pedagogas que receberam tributo contribuiu para a verticalização singular do ensino e pesquisa em sua área de atuação, no âmbito do Campus Monte Castelo, que engloba desde os cursos técnico (nível médio) e de licenciatura (graduação) em Química, até os programas de pós-graduação.

A fim de prestigiar os servidores do DAQ aposentados, a professora Mirzia Monteiro de Jesus disse que é “participante de uma semente” lançada pela integridade e honestidade dos homenageados, movidos pela convicção de que sua ação geraria frutos. Segundo a docente, os frutos correspondem à consolidação dos cursos oferecidos nesse campo científico pelo Campus Monte Castelo. “Cada aluno que faz opção pelo curso de Química, está na verdade dizendo que quer continuar carregando essa tocha, um dia acesa por homens e mulheres que não tinham em mente a grandiosidade da obra que estavam fazendo”, disse Mirzia de Jesus, referindo-se aos professores e pedagogos como integrantes da história do Departamento e corresponsáveis por sua continuidade.

Francisco Raimundo Silva de Sousa, docente do DAQ, foi responsável pela deferência aos pares ainda em atividade, apesar de já contarem tempo para aposentar-se. “São professores que continuam contribuindo com o crescimento da instituição, dedicando seu tempo e trabalho não só a educar gerações, mas a acolher os colegas nesses novos momentos para se somar à equipe”, disse. Francisco de Sousa reforçou a relevância de tributos serem prestados às pessoas ainda em vida, para que possam colher os louros e receber as demonstrações de carinho e agradecimento pela dedicação que tiveram pelo Instituto.

A psicóloga Ângela Maria Ribeiro Ramos, do Núcleo de Assistência ao Educando (NAE) do Campus Monte Castelo, relatou sobre o Projeto Recomeçar, desenvolvido pelo setor psicológico para atender aos aposentados dessa unidade do IFMA, e que conta com um espaço físico para atividades mensais sistemáticas e orientadas por plantonistas. De acordo com Ângela Ramos, que coordena a iniciativa, havia demanda de servidores aposentados por um ambiente para reaproximarem-se do antigo local de trabalho e dos colegas em atividade, depois de terem encerrado o tempo de serviço no Instituto. Sobre a homenagem do DAQ, a psicóloga considerou que reforça no quadro de servidores agraciados a sensação de dever cumprido, ao se verem valorizados pelos anos de experiência transmitindo conhecimentos aos mais jovens.

Emílio Azevedo observou que, para concretizar-se, a iniciativa contou com a colaboração maciça dos servidores do DAQ, e pode inspirar outros setores do Campus Monte Castelo e demais unidades do IFMA a homenagear pessoas que fizeram ou fazem parte de seus quadros funcionais, de forma que a juventude valorize e respeite os profissionais que atuaram em sua trajetória estudantil.

Fim do conteúdo da página